segunda-feira, 21 de junho de 2010

Jupira


A brisa leve com suas mãos transparentes,
lambe as verdes folhas soltas no ar.
Ao som dos pássaros cantando melodiosa e mansamente
Sucessivamente como canções de ninar.

Arrastam seu pensamento até a linda fonte,
de águas tão límpidas rolando sobre pedras coloridas.
O olhar perdido no horizonte,
Quem sabe há uma jóia nas pedras,escondida?

Para enfeitar o cabelo tão negro e macio,
da linda mocinha de pele morena.
Sentada na relva às margens do rio.
Seu nome Jupira, cabocla serena.

Amiga do vento, do sol e por certo,
da lua que clareia as noites na mata.
Também das estrelas que brilham no céu.

Menina linda, pura e tão calma,
como águas mansas no riacho a rolar.
Traz na verdade dentro de sua alma,
uma grande guerreira disposta a lutar.
Ela é filha querida do Pai Oxalá.

Um comentário:

  1. Esta semana, o Blog Paulo Lourenço "Ramiro de Kali" recebeu o Prémio Dardos, juntamente com a oportunidade de premiar outros. Como acompanho seu blog, tenho a satisfação de dizer que através de seu esforço, criatividade e dedicação, também está recebendo esse incentivo a continuar escrevendo.
    Visite o link http://paulo-lourenco.blogspot.com/2010/06/premio-dardos_28.html e pegue seu selo (prémio). Parabéns!

    Abraço fraterno,
    Paulo Lourenço "Ramiro de Kali"

    ResponderExcluir